Estado de saúde de Mandela permanece grave

O estado de saúde de Nelson Mandela, que está internado num hospital de Pretória, permanece grave. A informação foi divulgada pelo presidente da África do Sul, Jacob Zuma, nesta segunda-feira. Ele disse que o líder antiapartheid estava "dormindo" quando ele o visitou na noite anterior.

Agência Estado

24 de junho de 2013 | 10h49

Zuma disse a pelo menos 60 jornalistas estrangeiros e sul-africanos que os médicos fazem todo o possível para assegurar o bem-estar e o conforto de Mandela, que está no hospital há 17 dias. O presidente repetiu parte do conteúdo de uma declaração presidencial feita no domingo e se recusou a dar detalhes sobre o estado de Mandela dizendo que "eu não sou médico".

"Madiba (o nome de clã de Mandela) está em estado grave no hospital e ele é o pai da democracia. Ele é o homem que lutou e sacrificou sua vida ao ficar na prisão, o homem que permaneceu por mais tempo na prisão na África do Sul. Ele é um dos que contribuiu para a democracia", disse Zuma. "Todos nós devemos aceitar o fato de que Madiba está velho. Na medida em que isso acontece, sua saúde vai...atrapalhá-lo e eu acho que o que precisamos fazer como país é rezar por ele."

Perguntado por que nenhum dos médicos de Mandela falou com a imprensa, o porta-voz da presidência, Mac Maharaj, disse que há um acordo com a família de Mandela, pelo qual as informações serão fornecidas por "uma única fonte, de forma oficial". "Chegamos a esse acordo tendo como base a necessidade de respeitar a privacidade da família. Precisamos aceitar a confidencialidade entre médico e paciente."

"Vocês podem estar certos de que o que estamos dizendo tem como base um acordo com os médicos", declarou Maharaj. Os médicos aprovam o texto dos comunicados a respeito da saúde de Mandela e acreditam que algumas informações divulgada pela mídia transgridem a ética profissional, disse ele.

Mandela, que tem 94 anos, tornou-se o primeiro presidente negro da África do Sul com o fim do apartheid em 1994. Ele foi hospitalizado em 8 de junho por causa de uma infecção nos pulmões. É a quarta vez que ele é internado desde dezembro. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
África do SulMandelasaúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.