Fabio Motta|Estadão
Fabio Motta|Estadão

Estado de saúde de Mujica é 'estável' após passar 36 horas no hospital

Médica afirma que o político, de 82 anos, 'não entrou em uma situação de gravidade', mas 'teve um quadro que o descompensou de maneira pontual'

O Estado de S.Paulo

11 Julho 2017 | 17h32

MONTEVIDÉU - O estado de saúde do ex-presidente do Uruguai José Mujica é considerado "estável" depois que o ex-governante ficou internado por 36 horas durante o fim de semana, disse nesta terça-feira, 11, à agência EFE a médica responsável, Raquel Pannone.

"Mujica está bem, mas sofreu uma descompensação em seus níveis sanguíneos e, por isso, foi internado para passar por novos exames", explicou a médica do Centro de Assistência do Sindicato Médico do Uruguai (Casmu).

A médica destacou que o político, de 82 anos, "não entrou em uma situação de gravidade", mas "teve um quadro que o descompensou de maneira pontual".

Além disso, Raquel indicou que não se trata necessariamente de uma doença autoimune, quando o próprio sistema imunológico ataca as células sadias de seu corpo por erro, mas essa possibilidade chegou a ser considerada.

"As doenças autoimunes muitas vezes são de difícil diagnóstico e nem sempre se comportam da mesma maneira, pois, às vezes, estão vinculadas com algum fato pontual, às vezes não. E não, não ficou claro que fosse isso", disse a profissional de saúde ao se referir ao diagnóstico de Mujica.

Durante o fim de semana em que esteve internado, o também ex-guerrilheiro se submeteu a diversos exames, os quais, segundo a doutora, "mostraram seu nível de descompensação e a evolução dos mesmos mostrou que está se equilibrando".

Em razão do seu estado de saúde, a doutora lhe receitou uma semana de repouso e licença médica.

"Ele é muito ativo, a licença médica é porque ele tem muitos compromissos e assim terá mais tempo para descansar, que é o que irá ajudá-lo a se recompor" explicou Pannone, que também detalhou que o ex-governante trabalha diariamente na terra de seu sítio.

A médica, que se comunica com ele todos os dias, ressaltou que o político octogenário "está evoluindo bem".

Essa não é a primeira vez que Mujica se dirige ao hospital de Casmu, pois há uma semana e meia ele foi levado ao centro médico em cadeira de rodas devido a uma indigestão. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Uruguai José Mujica

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.