Estado de saúde de Sharon continua crítico após cirurgia

O estado de saúde do primeiro-ministro israelense Ariel Sharon continua crítico após a cirurgia de emergência a que foi submetido neste sábado, mas ele não corre risco de vida imediato, informou o doutor Shlomo Mor Yosef, diretor do hospital Hadassah de Jerusalém. Sharon, de 77 ano, teve extirpado 50 centímetros do intestino grosso durante uma operação que durou mais de 4 horas."O primeiro-ministro se encontra em estado crítico, mas sua vida não corre perigo imediato", disse.Os médicos colocaram um tubo no corpo dele e cortaram parte do intestino, para desbloquear as veias que levam o sangue ao intestino. Sharon foi levado novamente para a unidade de terapia intensiva do hospital.Os médicos descobriram hoje que o sangue não estava chegando ao estômago do dirigente israelense, internado no centro médico de Hadassah desde 4 de janeiro. A operação aconteceu apesar dos temores de que Sharon não conseguisse sobreviver a uma intervenção cirúrgica, devido ao estado crítico em que se encontra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.