Estado do Arizona vai liberar uso medicinal da maconha

Eleitores do estado americano do Arizona aprovaram em referendo a medida que legaliza a utilização da maconha com fins medicinais, para pessoas com doenças crônicas ou debilitadas. O Arizona é o 15º Estado a aprovar lei que legaliza a maconha para fins medicinais. A Califórnia foi o primeiro, em 1996, e outros 13 Estados e também Washington fizeram o mesmo.

AE, Agência Estado

14 de novembro de 2010 | 15h53

A contagem final dos votos mostrou que a Proposição 203 foi aprovada por uma margem apertada de 4.341 votos de diferença entre o "sim" e o "não", entre mais de 1,67 milhão de votos.

"Agora começa um trabalho muito difícil de implantar este programa da forma como foi pensado, com padrões muito elevados", disse Andrew Myers, gerente de campanha do Projeto de Política da Maconha Medicinal no Arizona. "Realmente acreditamos que temos uma oportunidade de dar um exemplo para o resto do país sobre como deve ser um bom programa medicinal para a maconha."

A medida do Arizona vai autorizar o uso da Canabis no tratamento de pacientes debilitados ou com doenças crônicas, inclusive câncer, HIV e hepatite C. Entre outras exigências, o paciente precisa de recomendação médica e de um registro no Departamento de Serviços de Saúde do Arizona. A lei permite que até 124 farmácias e consultórios no Estado trabalhem com a substância. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAArizonamaconha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.