Estado dos EUA teme estar sendo vítima de franco-atirador

Três pessoas foram mortas a tiros na frente de lojas de conveniência em menos de uma semana no Estado americano de West Virgina, e autoridades disseram que um único atirador pode ser o assassino. Um homem e uma mulher foram mortos a tiros na noite de quinta-feira na frente de diferentes lojas em Charleston. Outro homem foi morto na frente de outra loja na parte oeste da cidade, no domingo.O subcomandante de polícia do Condado de Kanawha, Phil Morris, admitiu que as mortes fazem lembrar a ação dos franco-atiradores na área de Washington, no final de 2002."Não encontramos ninguém parado com uma arma na mão, não foram aparentemente situações de violência doméstica e não temos motivos para acreditar que as mortes estejam relacionadas com drogas", explicou Morris. "É triste, mas estamos preocupados sobre um único atirador".Moradores foram alertados para não se deslocarem sozinhos até lojas de conveniência e para se manterem alertas, disse Morris.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.