Reuters
Reuters

Estado Islâmico ataca importante base do governo sírio

Atentado, que começou com a explosão de um carro bomba em um posto de controle, matou 19 soldados do governo e sete militares 

Beirute, Estadão Conteúdo

04 de dezembro de 2014 | 16h01

Militantes do grupo extremista Estado Islâmico lançaram um ataque noturno em uma grande base área militar do leste da Síria. Segundo ativistas do Observatório Sírio de Direitos Humanos, a ação matou 19 soldados do governo e sete militantes.

O combate começou com a explosão de um carro bomba em um posto de controle militar, nos arredores da base. Segundo os ativistas, os rebeldes agem para tomar último o bastião de resistência do governo na região. O aeroporto, que fica nos arredores da cidade de Deir el-Zor, é um entreposto militar chave para as forças do presidente sírio Bashar Assad, oferecendo a seus aviões uma base a partir da qual ele pode atacar as cidades dominadas pelos grupo extremista na região.

Para o grupo extremista Estado Islâmico, capturar a base aérea significa eliminar o que restou da resistência na área, além melhorar a moral dos milicianos após uma série de reveses nas últimas semanas.

A TV estatal síria afirmou que as Forças Armadas fizeram vários ataques aos rebeldes em Deir el-Zor, matando um grande número deles e destruindo seus equipamentos. A TV ainda disse que os militares apreenderam veículos e armas pesadas.

Em agosto, o grupo extremista capturou uma série de bases militares do governo ao redor da cidade de Raqqa, no nordeste do país, dando a eles total controle da província de mesmo nome. Os rebeldes então mataram centenas de soldados capturados, por fuzilamento ou decepando as cabeças, e depois exibiram seus corpos em cidades dominadas pela milícia. /AP

Mais conteúdo sobre:
SíriaEstado Islâmico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.