REUTERS/Osman Orsal/Files
REUTERS/Osman Orsal/Files

EI bombardeia posto militar turco na fronteira com a Síria

Ataque deixou um soldado levemente ferido; turcos responderam com disparo de obuses em direção ao local de onde partiu o bombardeio do grupo extremista

O Estado de S. Paulo

05 Abril 2016 | 10h05

ANCARA - O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) atacou nesta terça-feira, 5, com fogo de morteiro e artilharia, um posto militar da Turquia na fronteira com a Síria. Em resposta, o exército turco disparou vários obuses em direção ao local de procedência do ataque, em solo sírio, informou a agência de notícias "Dogan".

O posto agredido se encontra em uma área montanhosa na província de Gaziantep, perto da fronteira com a Síria. Um soldado turco ficou levemente ferido e chegou a ser levado para um hospital, mas recebeu alta pouco depois. O ataque veio de uma zona na Síria que está há dois anos sob o controle do Estado Islâmico.

Várias pessoas se feriram e morreram na Turquia nos últimos anos por disparos, tanto de arma curta como de artilharia, vindos de locais distintos em solo sírio, controlados tanto pelo EI como pelo governo de Bashar Assad.

Duas pessoas, entre elas uma criança, morreram no dia 8 de março na cidade de Kilis, a quatro quilômetros da fronteira, devido ao impacto de uma bomba disparada da Síria, enquanto outros sete projéteis caíram nessa mesma província fronteiriça, mas sem deixar feridos.

A Turquia sempre respondeu com fogo de represália a esses incidentes. Esta é a primeira vez que um posto militar da Turquia é atacado com artilharia do outro lado da fronteira. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Estado Islâmico Síria Turquia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.