Estado Islâmico divulga vídeo de britânico mantido refém

Jornalista John Cantile veste um macacão laranja e diz que revelará a verdade sobre o grupo jihadista e critica governos ocidentais 

O Estado de S. Paulo

18 de setembro de 2014 | 11h46

BEIRUTE - O grupo extremista Estado Islâmico (EI) publicou nesta quinta-feira, 18, um vídeo com o jornalista britânico John Cantile, capturado em 2012 na Síria e mantido refém, dizendo que revelará a "verdade" sobre a organização jihadista.

No vídeo, divulgado no Youtube, Cantile aparece vestindo o mesmo macacão laranja que os jornalistas americanos James Foley e Steven Sotloff e o britânico David Haines usavam quando foram decapitados. Cantile, colaborador dos jornais Sunday Times, The Sun e da agência AFP, diz "ter sido abandonado pelo governo (dele)" e estar "nas mãos do EIA".

O britânico afirma que dirá a verdade sobre o EI em futuras exibições. "Depois de duas desastrosas e absurdamente impopulares guerras no Afeganistão e Iraque, por que o nosso governo parece tão convencido a se envolver em outro conflito que não se pode vencer? Vou lhes mostrar a verdade por trás do sistema e motivação do EI e como a mídia do Ocidente destorce e manipula a verdade para o público de casa. Existem dois lados para toda história."

Nas últimas 24 horas, os jihadistas tomaram o controle de 16 vilarejos curdos no norte da Síria, perto da fronteira com a Turquia. Moradores deixaram suas casas. / AFP e AP

Mais conteúdo sobre:
Estado IslâmicoJohn Cantile

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.