Said Khatib / AFP
Said Khatib / AFP

EI diz ter atacado embarcação egípcia no Mar Mediterrâneo

Militares egípcios declararam em um comunicado que uma lancha da guarda-costeira trocou tiros com elementos terroristas

REUTERS

16 de julho de 2015 | 12h22

CAIRO -O braço do Estado Islâmico no Egito declarou nesta quinta-feira,16, que disparou um foguete contra uma embarcação da Marinha egípcia no mar Mediterrâneo perto da costa de Israel e da Faixa de Gaza.

O grupo militante Província do Sinai tem direcionado seus ataques sobretudo a soldados e policiais egípcios na região do Sinai, e já matou centenas de pessoas desde que o Exército depôs o presidente islâmico Mohamed Morsi, em 2013, em reação a protestos em massa contra seu governo.

Fotos distribuídas pelo grupo na Internet pareceram mostrar um foguete seguindo rumo a um navio e o incendiando após o impacto. A Reuters não pôde verificar a versão dos eventos dada pelos militantes.

Os militares egípcios declararam em um comunicado que uma lancha da guarda-costeira trocou tiros com “elementos terroristas”, o que fez com que a embarcação pegasse fogo. Segundo o Exército, não houve mortes.

No ano passado o grupo Província do Sinai, facção militante mais violenta do Egito, jurou lealdade ao Estado Islâmico, que controla grandes porções de território na Síria e no Iraque e ainda atua na Líbia, vizinha do Egito. Recentemente, o grupo realizou ataques de grande porte que levaram a elaboração de uma lei abrangente antiterrorismo./ REUTERS

 

Tudo o que sabemos sobre:
EgitoEstado Islâmico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.