Estado Islâmico liberta 15 cristãos na Síria

Segundo fontes médicas, eles chegaram à cidade de Fayrouzah "em bom estado de saúde"

O Estado de S. Paulo

05 Setembro 2015 | 15h48

LONDRES - Ao menos 15 cristãos sírios sequestrados pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI) em uma cidade do centro da Síria foram libertados, informou a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

"Um grupo de 15 cristãos detidos pelo EI em Al-Qaryatain foi libertado e chegou a Fayrouzah", disse Rami Abdel Rahmane, diretor do Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Segundo fontes médicas citadas pela ONG, o grupo chegou na tarde sexta-feira em Fayrouzah, cidade a sudeste de Homs, em "bom estado de saúde".

Desde o início de agosto, ao menos 230 civis foram sequestrados pelo EI, incluindo dezenas de cristãos em Al-Qaryataïn.

Abdel Rahmane revelou que os reféns cristãos foram libertados em troca de uma taxa paga ao EI aplicada a não muçulmanos.

Entre os reféns libertados não se encontra Jacques Mourad, um católico sírio sequestrado em maio em um mosteiro de Al-Qaryataïn e ainda em poder do EI, destacou o OSDH.

A libertação dos 15 cristãos ocorre após informações sobre um acordo com o EI envolvendo o pagamento da taxa, a não exibição de símbolos cristãos e a ausência de qualquer ato hostil ao EI em Al-Qaryatain". / FRANCE PRESSE

Mais conteúdo sobre:
Estado IslâmicocristãosSíria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.