Estado Islâmico mata pelo menos 400 civis em cidade da Síria, diz TV estatal

O grupo extremista Estado Islâmico executou pelo menos 400 civis, em sua maioria mulheres e crianças, na cidade antiga de Palmira, segundo a emissora estatal da Síria, citada pelo jornal britânico Daily Mail. De acordo com testemunhas citadas pelo veículo estatal, há muitos corpos enfileirados pela cidade.

Estadão Conteúdo

24 de maio de 2015 | 13h37

O diário britânico lembra que a notícia é divulgada após a morte de quase 300 soldados favoráveis ao governo sírio, dois dias após os extremistas capturarem a cidade na semana passada. A imprensa estatal síria citou moradores que continuam em Palmira como a fonte da informação.

De acordo com os relatos, dezenas de mortos eram funcionários públicos, incluindo a chefe do Departamento de Enfermagem de um hospital e membros da família dela. Autoridades sírias disseram que o Exército do país está enviando tropas para a área, em uma aparente preparação para tentar retomar a cidade do Estado Islâmico. (Gabriel Bueno da Costa, com agências internacionais)

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaEstado Islâmicomassacre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.