Estados Unidos acusam Síria de provocar 'crise humanitária'

Repressão violenta aos protestos contra o governo já obrigou mais de 4 mil sírios a fugir do país.

BBC Brasil, BBC

11 de junho de 2011 | 21h06

Os Estados Unidos acusaram a Síria de provocar uma crise humanitária ao reprimir com violência os protestos contra o governo de Bashar al-Assad.

A Casa Branca fez um apelo para que Damasco permita a entrada imediata da Cruz Vermelha na região norte do país, uma das mais afetadas pelo conflito.

Autoridades da vizinha Turquia disseram que mais de 4 mil sírios já atravessaram a fronteira do país para fugir da violência.

"A ofensiva do governo sírio no norte do país gerou uma crise humanitária", disse a Casa Branca, por meio de um comunicado.

"Os Estados Unidos pede ao governo sírio que ponha fim à violência e dê ao Comitê Internacional da Cruz Vermelha acesso imediato e irrestrito a essa região. Se os líderes sírios não fornecerem essa permissão, vão mais uma vez demonstrar desrespeito para com a população da Síria."

Campo de refugiados

O correspondente da BBC Owen Bennett-Jones, que está na fronteira entre os dois países, disse que os civis sírios não param de chegar.

Dois campos de refugiados na Turquia já estão lotados e um terceiro está sendo construído.

Segundo ele, os refugiados contam que milhares de pessoas fugiram para as montanhas, no lado sírio da fronteira. Um dos refugiados disse que os soldados estão queimando as terras, para torná-la improdutiva e, assim, dificultar a volta dos civis.

O porta-voz do Alto Comissário da ONU para Refugiados (Acnur) Mans Niberg disse que a situação na fronteira turca está se tornando crítica. O principal problema é a falta de materiais médicos, já que boa parte dos refugiados está feria.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.