Estados Unidos congelam venda de armas para Taiwan

O Estados Unidos congelaram hoje as vendas de armas para Taiwan. O governo norte-americano alegou preocupações da China para impor a restrição, disse o almirante Timothy Keating, alto membro do comando militar dos EUA na Ásia. "Não houve vendas significativas de armas dos Estados Unidos para Taiwan em tempos relativamente recentes", disse Keating durante um fórum realizado em Washington.Segundo relatos, altos funcionários dos EUA estavam segurando um pacote de armas no valor de US$ 11 bilhões e a entrega de dezenas de jatos F-16 para Taiwan. A medida deve durar possivelmente até o presidente dos EUA, George W. Bush, deixar o cargo. A administração Bush deve entregar ao Congresso uma notificação formal para a aprovação da venda de armas a governos estrangeiros. Mas o Washington Post citou fontes não identificadas, segundo as quais a secretária de Estado, Condoleezza Rice, e o conselheiro de Segurança Nacional, Stephen Hadley, haviam congelado o acordo. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.