Ng Han Guan/AFP
Ng Han Guan/AFP

EUA querem cooperar com a China em questões energéticas, diz secretário de Energia

Em visita ao país asiático, secretário de Energia Rick Perry disse haver "oportunidades extraordinárias" de colaboração

O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2017 | 02h44

PEQUIM - O secretário de Energia dos Estados Unidos Rick Perry elogiou nesta quinta-feira, 8, em Pequim, as "oportunidades extraordinárias" de cooperação entre a China e os Estados Unidos sobre as "energias limpas". No entanto, a visita de Perry está sendo ofuscada pela presença do governador da Califórnia, Jerry Brown, muito bem recebido pelas autoridades chinesas. A viagem ocorre uma semana depois do anúncio da retirada de Washington do Acordo de Paris sobre o clima

"Acredito que existem oportunidades extraordinárias para colaborar sobre as questões energéticas, especialmente a energia nuclear, o 'carvão limpo' e as tecnologias que capturam o CO2", afirmou Rick Perry em entrevista com o vice-primeiro-ministro Zhang Gaoli, o líder número sete na hierarquia do regime comunista. 

A hora é de ver se o governo de Trump será o interlocutor escolhido pela China sobre o assunto, já que o governador Jerry Brown se reuniu com o presidente Xi Jinping e deu uma longa entrevista que foi capa dos meios de comunicação estatais. Logo depois de Trump decidir abandonar o tratado climático, Jerry Brown disse que "a Califórnia vai resistir a esse curso de ação equivocado e insano”.

Brown e Xi Jinping assinaram inclusive um protocolo de um tratado associa a Califórnia e a China "na promoção de energias". Nenhuma reunião com Perry estava prevista na agenda de Xi, que disse esperar que "os Estados Unidos e as províncias chinesas reforcem suas sinergias e cooperações". / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.