Estados Unidos pediram adiamento da execução de Saddam

O primeiro-ministro do Iraque, Nouri Al-Maliki, declarou em entrevista nesta terça-feira que o embaixador americano Zalmay Khalilzad pediu a ele que atrasasse a execução de Saddam Hussein de dez dias para duas semanas.Al-Maliki, em entrevista concedida à televisão Al-Arabiya, disse que recusou o pedido de Khalilzad porque "Não queríamos deixar uma porta aberta para os problemas".O ex-ditador iraquiano foi considerado culpado por crimes contra a humanidade e condenado à forca no dia 5 de novembro, mas foi executado apenas no dia 30 de dezembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.