REUTERS/Maria Alejandra Cardona/File Photo
REUTERS/Maria Alejandra Cardona/File Photo

Estados Unidos registram mais de 150 mil mortos por coronavírus

País é o mais afetado do mundo em casos e mortes, seguido pelo Brasil; óbitos têm aumentado em 24 Estados

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de julho de 2020 | 15h16

NOVA YORK - Os Estados Unidos registraram nesta quarta-feira, 29, mais de 150 mil mortes em decorrência da pandemia do novo coronavírus, de acordo com um banco de dados do jornal The New York Times. A taxa de mortes no país continua aumentando em conseqüência dos recordes de infecções e internações em muitas áreas, principalmente no sul.

Desde a semana passada, os EUA têm registrado uma média de mil mortes por dia relacionadas a vírus. É a pior taxa desde o início de junho, quando o número de pessoas que morriam parecia estar caindo. Agora, as mortes diárias aumentam em 24 Estados e também em Porto Rico.

A marca de 150 mil óbitos ocorre cinco meses após a primeira morte por vírus nos Estados Unidos em fevereiro. A nação ultrapassou os 50 mil óbitos em 27 de abril e os 100 mil em 27 de maio. 

Durante o pico inicial da epidemia nos EUA no final de abril, o número de mortes foi impulsionado por um aumento no estado de Nova York, que representava aproximadamente metade do total nacional na época. Agora, a taxa está mais dividida entre os Estados, especialmente no sul, enquanto Nova York tem média de apenas 16 mortes por dia.

Na semana passada, o Texas teve 2.100 mortes. Arizona e Carolina do Sul tiveram números expressivos e a Flórida estabeleceu essa semana um novo recorde de mortes em um dia - 216.  Desde o início de julho, os números de mortes têm aumentado enquanto os relatos de pessoas infectadas começam a se estabilizar em cerca de 65 mil por dia. As contaminações já ultrapassaram 4,3 milhões.  / NYT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.