(AP Photo/Martin Mejia)
(AP Photo/Martin Mejia)

'Estamos muito preocupados com o aumento das ações militares na Síria', diz Aloysio Nunes

O chanceler e representante do Ministério de Relações Exteriores do Brasil afirmou que não á nenhum brasileiro ferido no país do Oriente Médio

Fernando Nakagawa, enviado especial, Lima

14 Abril 2018 | 11h15

O ministro de Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, criticou os ataques à Síria realizados nexta sexta-feita à noite liderados pelos Estados Unidos. “O Brasil defende uma solução política negociada pelos sírios que preserve a unidade territorial do país”, disse através de nota divulgada pelo MRE. O chanceler está no Peru para acompanhar a 8ª Cúpula das Américas.

O ministro disse que o Brasil está “muito preocupado com o aumento das ações militares na Síria". Ele revela que já havia uma preocupação com as "graves denúncias de ataques químicos”. Aloysio disse que o Brasil aguarda a “conclusão o mais rápido possível das investigações no âmbito da Opaq (Organização para a Proibição de Armas Químicas), para que se possa punir os responsáveis”.

+++ Tudo o que você precisa saber sobre os ataques na Síria

A atual informação do ministro é que não há brasileiros entre os feridos pelos ataques e a representação brasileira na Siria não teria sido afetada pelos ataques.

Mais conteúdo sobre:
Aloysio Nunes Ferreira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.