Estatização da Aerolíneas Argentinas irá ao Congresso

O governo argentino enviará segunda-feira ao Congresso o pedido de aprovação da transferência da Aerolíneas Argentinas para as mãos do Estado, informou neste sábado o secretário de Transportes, Ricardo Jaime."Vamos solicitar a correspondente autorização à comissão bicameral", afirmou o secretário em entrevista à rádio Mitre, dois dias depois de o grupo espanhol Marsans anunciar a venda total de suas ações na Aerolíneas Argentinas e da Austral, sua filial para vôos regionais, ao Estado argentino. A comissão bicameral é formada por senadores e deputados.Jaime observou que a "incorporação de capital privado está no horizonte, assim que os valores das empresas forem definidos, e assegurou que o governo vai cumprir com todos os compromissos assumidos com passageiros e fornecedores".Até o momento, os termos econômicos da transferência da Aerolíneas Argentinas e de sua subsidiária para o governo não foram revelados. Ambas as partes se comprometeram a apresentar a documentação necessária para a conclusão da operação em menos de dois meses.Juntas, a Aerolíneas Argentinas e Austral controlam 85% do mercado aéreo local de cabotagem. O grupo espanhol detinha 94,41% das ações da Aerolíneas Argentinas e 97% da subsidiária para vôos domésticos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.