AP/Mary Altaffer
AP/Mary Altaffer

Estátua da Liberdade é esvaziada após relatos sobre pacote suspeito

polícia recebe telefonema com ameaça e retira centenas de turistas do local; nada foi encontrado

O Estado de S. Paulo

24 de abril de 2015 | 16h57

NOVA YORK, EUA -  O monumento da Estátua da Liberdade foi esvaziado nesta sexta-feira, 24, após a polícia receber relatos sobre um pacote suspeito. Policiais não encontraram nenhuma ameaça na vistoria que fizeram. A denúncia, entretanto, fez com que as centenas de turistas que se encontravam no local fossem retirados da ilha como precaução.

Eric Gustafson, um morador do Estado de Massachusetts, tentava visitar o monumento com sua mulher e filho quando "policiais fizeram todos correr de volta para os barcos", dizendo que deveriam deixar a ilha. "Eles não deram um motivo para isso. A comunicação não foi boa'', ele disse. Cerca de 90 minutos depois, eles estavam de volta a Nova York.

Segundo o National Park Service, que cuida do monumento, uma ligação foi recebida durante a manhã "alegando que iam explodir a Estátua da Liberdade". O telefonema desencadeou uma operação de busca no local, até que os cães farejadores encontraram "uma área de interesse" em uma sala com armários. A polícia então desencadeou a operação para esvaziar toda a ilha. / ASSOCIATED PRESS

Tudo o que sabemos sobre:
EUAEstátua da Liberdade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.