Estátua do "messias cosmoplanetário" é dinamitada

Uma gigantesca estátua de Gilbert Bourdin, autodenominado ´messias cosmoplanetário´, em Castellane (Alpes franceses), foi demolida nesta quinta-feira com explosivos. Construída de forma irregular e sem autorização, a estátua de cimento tinha 33 metros de altura e pesava 1.100 toneladas. Bourdin é fundador da seita Mandarom, que cultua "as várias faces de Deus", sintetizadas no hinduísmo, budismo e cristianismo. O guru criou uma doutrina que chamou de "aumismo" e proclamou-se messias cosmoplanetário em 1990, mandando colocar uma tiara dourada na cabeça de sua estátua.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.