"Estou completamente sitiado", afirma Arafat

Com dois tanques israelenses estacionados em frente à escada que dá acesso ao seu gabinete, o presidente da Autoridade Palestina, Yasser Arafat, afirmou em entrevista por telefone à CNN que está "completamente sitiado" e que sete dos prédios que integram o complexo administrativo foram destruídos. Comunicado de Israel informou que as tropas israelenses ocuparam a maior parte do complexo palestino, após luta sala por sala, e que fizeram 70 prisioneiros. Em seu último reduto, humilhado, o líder palestino tem uma metralhadora sobre a mesa e está acompanhado de alguns assessores e seguranças. A operação está apenas começando e vai durar semanas, de acordo com o governo israelense. O prédio onde está Arafat palestino não tem energia e as telecomunicações foram cortadas. É possível apenas o uso de celulares, mas não se sabe até quando, já que as baterias estão com sua energia em esgotamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.