Estrada recebe apoio de 5 mil filipinos

Cerca de 5 mil pessoas se concentraram hoje na maior avenida de Manila, conhecida como EDSA, em apoio ao ex-presidente das Filipinas Joseph Estrada, que passou sua primeira noite atrás das grades após ser detido ontem sob a acusação de crimes de corrupção, entre eles, apropriação indébita de bens público. Nas Filipinas, o crime é punido com pena de morte. Os manifestantes, que pedem a volta do ex-presidente ao poder, pretendem permanecer nas ruas até que o ex-mandatário recupere a liberdade. O líder espiritual da maior seita cristã das Filipinas, Shaddai, participa da manifestação em apoio a Estrada. Em outubro do ano passado, quando o ex-presidente enfrentava a pior crise, Shaddai, conseguiu reunir um milhão de pessoas em Manila em apoio ex-presidente.Ex-ator de cinema, Estrada deixou o cargo há três meses, após uma violenta revolta popular e manifestação de protesto em Manila. De acordo com os promotores, ele conseguiu reunir US$ 66 milhões durante seus dois anos à frente do poder. Estrada está preso em uma cela num quartel de treinamento da Polícia Nacional das Filipinas, a cerca de 15 quilômetros ao norte da capital Manila. As autoridades policiais pediram hoje à Justiça filipina autorização para transferir o ex-mandatário para uma prisão na província de Laguna, a 45 quilômetros ao sul de Manila.Leia também: Ex-presidente das Filipinas é preso sob acusação de corrupção DO PALÁCIO À PRISÃO

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.