Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Estrangeiros saem do Chade após rebeldes enfrentarem governo

Primeiro avião decolou na noite deste sábado e levou 75 pessoas até a França; mais de 900 devem deixar o país

Agências internacionais,

02 de fevereiro de 2008 | 19h30

O primeiro grupo de estrangeiros deve deixar o Chade na noite deste sábado, 2. A afirmação foi feita pelo ministro da Defesa da França, depois que rebeldes invadiram a capital do Chade, Ndjamena, e enfrentaram tropas do governo próximo ao palácio presidencial. Um avião com 75 pessoas já teria deixado o país, segundo informações da agência de notícias France Press.  Rebeldes enfrentam Exército na capital do Chade Herve Morin afirmou que cerca de 200 pessoas manifestaram vontade de deixar o país. O primeiro saiu da capital do Chade e segui viagem até a França em um avião militar francês. O ministro das Relações Exteriores, Bernard Kouchner, afirmou que mais de 900 pessoas devem sair do Chade e ir para a França.  De acordo com autoridades francesas que também estão na capital do Chade, o presidente do país, Idriss Deby, está comandando a reação do governo a partir de seu palácio. Boa parte da comunicação na cidade foi cortada e há bastante confusão sobre o que está ocorrendo.

Tudo o que sabemos sobre:
Chade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.