Estranho penetra em reunião de partido de Grillo

Uma pessoa não identificada e sem a permissão necessária participou da primeira reunião da bancada de parlamentares eleitos do Movimento 5 Estrelas (M5S) realizada em Roma, no domingo. O "conclave", como a reunião foi chamada na Itália - em alusão à reunião a portas fechadas que os cardeais realizarão para escolher o nome do novo papa -, ocorreu em um hotel da capital, sem a presença da imprensa.

O Estado de S.Paulo

05 de março de 2013 | 02h03

No entanto, como 109 deputados e 54 senadores eleitos não tinham experiência política, não eram conhecidos do grande público. Um desconhecido não eleito pelo M5S ingressou na reunião, gravando vídeos de líderes, entre os quais Beppe Grillo, e quebrando parte do sigilo sobre a reunião.

No "conclave", os novos deputados e senadores do grupo ligado a Grillo decidiram que devolverão, todos os meses, € 5 mil - cerca da metade do salário de um parlamentar. A redução dos vencimentos dos congressistas é uma das bandeiras do M5S. / A.N.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.