Estrela do pop sul-coreano é investigada pelo Exército

Cantor Rain é acusado de violar o serviço militar.

BBC Brasil, BBC

03 de janeiro de 2013 | 20h45

Autoridades da Coreia do Sul iniciaram uma investigação contra uma das maiores estrelas pop do país, o cantor 'Rain', suspeito de ter violado o código militar.

Fotos divulgadas nesta semana nas redes sociais mostram o intérprete sul-coreano, que está realizando o serviço militar obrigatório, acompanhado da popular atriz local Kim Tae-hee.

Milhares de pessoas ficaram escandalizadas após a revelação das fotos e colocaram de pé uma iniciativa na Internet que visa a indagar se houve algum tratamento favorável por parte dos militares ao cantor, de 30 anos.

Um porta-voz do Ministério da Defesa do país disse que uma unidade do Exército está investigando o caso.

A polêmica em torno do caso de Jung Ji-hoon - o verdadeiro nome de batismo do cantor - surgiu porque na Coreia do Sul, enquanto se cumpre o serviço militar, os soldados devem permanecer na maior parte do tempo confinados no quartel e seu tempo livre é limitado.

Estrela asiática

Os representantes da atriz que aparece nas fotos, de 32 anos, informaram em um comunicado que Rain e Kim Tae-hee estão saindo junto há pelo menos um mês.

O cantor começou sua carreira em 2002 e imediatamente se tornou um dos representantes da chamada "onda coreana", uma nova geração de atores e cantores que ganhou fama em toda a região.

Seu disco de estreia, It's raining, que foi colocado à venda em 2004, vendeu 1 milhão de cópias.

Com o sucesso estrondoso, Rain participou de vários filmes, incluindo a produção hollywoodiana SpeedRacer, em 2008.

Outras denúncias

Mas Rain não é o único artista sul-coreana que foi visto recentemente em um escândalo desse tipo.

Outras celebridades são acusadas de tentar evitar o serviço militar, atitude que tem minado sua popularidade na sociedade do país asiático.

Um deles é o famoso rapper Psy, conhecido mundialmente pela canção Gangnam Style, que teve de refazer o serviço militar depois que foi acusado de não cumprir com suas obrigações.

Todos os homens considerados saudáveis da Coreia do Sul estão obrigados a prestar o serviço militar por um tempo, uma herança da Guerra da Coreia de 1950-1953.

Além disso, tecnicamente as duas Coreias permanecem em conflito bélico, já que o confronto acabou com um cessar fogo e não com um tratado de paz. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.