Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Estudante de Yale morreu por asfixia, diz médico

Um médico legista do Estado de Connecticut afirmou hoje que a estudante de graduação da Universidade Yale encontrada morta em um laboratório foi vítima de asfixia traumática. O escritório do doutor Wayne Carver divulgou um breve comunicado sobre a autópsia três dias após a morte de Annie Le, de 24 anos. Annie foi encontrada escondida atrás de uma parede de um laboratório, na universidade médica de Yale. A polícia nomeou o técnico do laboratório Raymond Clark III como uma "pessoa de interesse" no caso e coletou amostras de DNA e outros materiais dele. Até agora, porém, ninguém foi detido no caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.