Estudante faz reféns, mata professor e segurança em escola de Moscou

Suspeito foi neutralizado pela polícia depois de abrir fogo em colégio nos arredores da capital russa

O Estado de S. Paulo,

03 de fevereiro de 2014 | 08h05

MOSCOU-  Um estudante armado  fez mais de 20 alunos reféns em sua escola na região de Moscou, disse nesta segunda-feira, 3, um porta-voz da da polícia russa. Ao menos duas pessoas foram mortas pelo atirador - um policial e um professor.

De acordo com a polícia de Moscou, o estudante entrou armado na escola com um fuzil e abriu fogo. Ele era aluno do local, segundo investigações preliminares. Ele foi "neutralizado" por policiais horas depois da invasão.

Ainda segundo a polícia moscovita, não havia informações sobre crianças feridas no ataque. O motivo do crime ainda é desconhecido. / AP e REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
Rússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.