JOEL SAGET / AFP
JOEL SAGET / AFP

Estudante ganha vacina contra covid-19 de presente em supermercado nos EUA

Alguns profissionais de saúde perderam suas consultas para vacinar e por isso suas doses teriam sido descartadas; farmacêutica então se ofereceu para administrar as vacinas no estudante e em um amigo que o acompanhava

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de janeiro de 2021 | 22h08

WASHINGTON - Um estudante de Direito de Washington, nos Estados Unidos, acabou saindo de uma visita ao supermercado com mais do que sacolas de compras, ao receber inesperadamente uma dose da vacina contra a covid-19.

David MacMillan e seu amigo estavam em uma unidade da Giant Food na capital americana na semana passada quando foram surpreendidos por um funcionário da seção de farmácia que ofereceu a eles uma dose para cada um.

Alguns profissionais de saúde perderam suas consultas para vacinar e por isso suas doses teriam sido descartadas. Ao notar que as doses estavam prestes a expirar, uma farmacêutica se ofereceu para administrá-las nos jovens que faziam compras.

"Ei, eu tenho duas doses da vacina e vou ter que jogá-las fora se não der a alguém. Fechamos em 10 minutos. Vocês querem a vacina da Moderna?", disse ela, segundo entrevista de MacMillan à rede NBC.

O vídeo do estudante recebendo a vacina foi visto mais de 700 mil vezes no TikTok nesta segunda-feira. "Uma ótima maneira de começar 2021!!", diz ele. 

A campanha de vacinação, que começou em meados de dezembro nos EUA, está atualmente voltada para os profissionais de saúde, de acordo com as recomendações das autoridades de saúde do país. Portanto, David MacMillan não tinha prioridade para receber a vacina.

MacMillan chamou a mulher de "heroína" e afirmou ter aproveitado a oportunidade para informar sobre a vacina postando o vídeo no TikTok.

"É importante, quando há tanta desinformação, que as pessoas vejam que é algo bom, algo positivo. Deveríamos estar entusiasmados por poder combater a pandemia", comentou na NBC. A previsão é que ele receba sua segunda dose no fim de janeiro.

A cadeia de supermercados Giant Food afirmou que a funcionária respeitou as diretrizes das autoridades sanitárias da capital. Explicou que os profissionais de saúde que deveriam receber as doses não haviam comparecido.

A vacina da Moderna deve ser armazenada em temperaturas muito baixas e se deteriora rapidamente depois de ser removida do freezer e ter sua tampa perfurada.

"A vacina da Moderna é valiosa e salva vidas, e estamos felizes por não tê-la desperdiçado e ter dado a cada um deles uma dose", informou a empresa em um comunicado.

De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) do governo americano, mais de 4,5 milhões de pessoas receberam a primeira dose de um dos imunizantes contra a covid-19 nos Estados Unidos. Até o momento, apenas as vacinas desenvolvidas pela Pfizer-BioNTech e Moderna são autorizadas no país./AFP e W. Post 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.