Estudante mata dois em escola dos EUA

Um estudante abriu fogo hoje contra colegas numa escola secundária dos Estados Unidos, matando duas pessoas e ferindo outras 13. Uma testemunha relatou que o jovem ria enquanto fazia os disparos. O suspeito foi colocado sob custódia na escola secundária de Santana, disseram autoridades. Amigos afirmaram que ele era estudante do primeiro ano na escola.Uma pessoa morreu no local e 13 outras ficaram feridas, informou o porta-voz do Corpo de Bombeiros de Santee, Jeff Fehlberg. Mais tarde, um estudante de 15 anos morreu no hospital de Grossmont. Pelo menos um dos baleados era um supervisor da escola.Um conhecido do suspeito disse à KGTV que ouviu durante o fim de semana que o adolescente tinha uma arma. "Lamento por não ter feito nada porque eu deveria ter me intrometido mesmo que não fosse verdade, só por precaução", afirmou Chris Reynolds.O estudante John Schardt disse à KGTV que estava numa classe próxima quando os disparos tiveram início por volta das 9h20 (locais) num banheiro masculino. "Olhei para o cara, e ele estava rindo e disparando", afirmou Schardt, de 17 anos. "Foi um caos total. As pessoas tentavam se proteger", acrescentou.Estudantes foram escoltados para um shopping center próximo. Imagens de televisão mostraram um estacionamento repleto de estudantes e parentes correndo enquanto paramédicos levavam os feridos.Outra estudante, Alicia Zimmer, disse à tevê que ficou paralisada de pânico até que seu namorado a tirou do caminho. "Eu deixei minhas coisas caírem; elas ainda estão lá no meio do salão. Foi realmente apavorante", afirmou ela. Zimmer disse não ter visto o atirador mas viu uma garota com o braço sangrando e um menino caído com o rosto no chão.Andrew Kaforey, um estudante de 17 anos, afirmou ter corrido para o banheiro com um segurança depois de ter ouvido os disparos. "Ele apontou a arma para mim, mas não atirou", relatou. Quando ele e o segurança correram, o atirador alvejou o guarda nas costas, acrescentou.O irmão de 14 anos de Kaforey, Jacob, disse que o suposto atirador havia dito mais cedo que estava com uma pistola, apesar de os outros estudantes não terem visto. O garoto também falou sobre roubar um carro e ir para o México, afirmou Jacob. Reynolds disse que o adolescente havia dito na semana passada que estava disposto a atirar em pessoas, mas depois garantiu que só estava brincando. Reynolds afirmou que na manhã de hoje um amigo chegou até a vistoriar a mochila do adolescente para garantir que ele não estava armado.Santee, uma cidade de 59.000 habitantes, fica a cerca de 15 km a nordeste de San Diego. A escola secundária de Santana, inaugurada em 1965, tem mais de 1.900 alunos entre os 14 e 18 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.