Estudante queria repetir massacre de Columbine

Uma suposta obsessão pelo massacre de Columbine fez com que Alvaro Rafael Castillo, de 19 anos, ex-estudante de uma escola de Hillborough, na Carolina do Norte (EUA), matasse seu pai a tiros e atirasse contra estudantes do local, ferindo dois deles. Após prender o jovem, a polícia descobriu que, antes de praticar os crimes, ele enviou um e-mail à direção da Escola Secundária Columbine, no Colorado, avisando que tentaria reproduzir o crime que há sete anos deixou 13 mortos.Castillo foi preso na tarde desta quinta-feira, depois de parar seu carro no estacionamento da Escola Secundária de Hillborough e, armado com dois rifles, disparar contra o pátio. Um dos tiros feriu sem gravidade uma garota. O outro, acertou uma janela cujos estilhaços feriram levemente um estudante.Como se nada tivesse acontecido, Castillo deu as costas e voltou para o carro, onde permaneceu até a chegada da polícia. Após se render, o jovem prestou depoimento ao chefe de polícia Lyndy Pendergrass. "Ele não explicou porque atirou contra a escola, mas, para nossa surpresa, confessou que horas antes tinha matado seu pai", disse o policial. Quando chegaram à residência do criminoso, os policiais encontraram Rafael Huezo, pai de Castillo, morto por vários disparos. Num dos cômodos foram achadas armas e bombas caseiras.Questionado por jornalistas sobre os motivos do crime, o jovem balbuciou uma explicação desconexa: "Ele abusou de mim. Acabei com a agonia dele. O mundo é cruel." Em seguida, nova surpresa para a polícia. Castillo revelou ter admiração pela massacre de Columbine e disse que, dias antes, tinha enviado um e-mail à escola.Frank De Angelis, o atual diretor da escola, confirmou o recebimento. Na mensagem, o criminoso afirma: "Caro diretor, em pouco tempo o senhor vai ouvir falar em um crime numa escola da Carolina do Norte. Eu sou o responsável por ele. É tempo de todos se recordarem de Columbine. Me desculpe". De Angelis alegou à polícia que não pôde tentar evitar os crimes porque o e-mail não especificava o nome da escola, tampouco a cidade em que ele se encontra. Castillo está preso à espera de uma acusação formal.O massacre de Columbine ocorreu em 20 de abril de 1999, em Littleton, no Colorado. Mascarados e fortemente armados, Dylan Klebold e Eric Harris, de 18 anos, invadiram a Escola Secundária Columbine e abriram fogo contra os colegas. Treze estudantes e um professor foram executados. Cercados pela Swat, Klebold e Harris, integrantes de um obscuro grupo chamado Máfia da Capa Preta, se suicidaram. O massacre virou tema do filme Tiros em Columbine, do cineasta americano Michael Moore.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.