EFE
EFE

Estudantes alemães estavam em avião que caiu nos Alpes franceses

A porta-voz do Conselho Nacional de Segurança dos Estados Unidos, Bernadette Meehan, disse que não há indícios de que a queda do avião tenha sido resultado de um ato de terrorismo

O Estado de S. Paulo

24 Março 2015 | 13h13

A ministra da Educação do Estado alemão de Renânia do Norte-Vestfália, Sylvia Loerhmann, informou que um grupo de estudantes que havia feito intercâmbio na Espanha estava a bordo do avião de Germanwings que caiu nos Alpes franceses.

A escola que eles visitaram, a cerca de 45 minutos de Barcelona, disse à Associated PresS que 16 estudantes da cidade alemã de Haltern am See participaram de um programa de intercâmbio de uma semana, encerrado nesta terça-feira

Loerhmann declarou à agência de notícias DPA que "sabemos que o grupo de estudantes embarcou no avião".

Já um funcionário da mesma cidade disse que 14 estudantes e dois professores da escola secundária Joseph König, localizada na cidade, fizeram reservas para o voo.

A polícia local disse que ainda espera uma confirmação oficial de que os estudantes morreram, mas já enviaram funcionários para a escola para auxiliar alunos e professores. Representantes da escola recusaram-se a falar sobre o assunto.

Terrorismo. A porta-voz do Conselho Nacional de Segurança dos Estados Unidos, Bernadette Meehan, disse que não há indícios de que a queda do avião tenha sido resultado de um ato de terrorismo. Em comunicado, ela afirmou que "não há indícios ou vínculo com terrorismo neste momento".

A Casa Branca disse que funcionários do governo estão em contado com autoridades da França, Alemanha e Espanha para oferecer assistência. Fonte: Associated Press e Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
França avião acidente estudantes Germanwings

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.