Estudantes atacam embaixada britânica em protesto no Irã

Aproximadamente 200 estudantes atiraram pedras e fogos na embaixada britânica no Irã neste domingo, 1, pedindo a expulsão do embaixador do país, em manifesto aos 15 militares britânicos detidos no Golfo Pérsico.Testemunhas ouviram várias pequenas explosões e viram fumaça saindo da embaixada britânica localizada no centro de Teerã neste domingo durante o protesto.Uma testemunha mencionou oito explosões, dizendo que elas vieram de pequenos explosivos de fabricação caseira.A Grã-Bretanha afirmou que não houve danos e que ninguém foi ferido durante o incidente. A testemunha ouvida pela Reuters também disse que as explosões pareciam não ter provocado qualquer estrago, mas que cada uma delas lançou fumaça no ar.As explosões ocorreram quando os manifestantes avançaram contra uma barreira de policiais perto da embaixada.Uma testemunha presenciou uma briga entre a polícia e alguns dos manifestantes, que totalizavam cem pessoas. Os estudantes "basijis" (milícias dos Guardiães da Revolução)exigiam que os 15 militares britânicos detidos no Golfo Pérsico hánove dias fossem processados. As fontes acrescentaram que os estudantes também atiraramexplosivos contra a sede da diplomacia do Reino Unido. Alguns delesexplodiram no interior da Embaixada, que foi isolada pela Polícia. Na manifestação, que começou às 15h (8h30 de Brasília), osestudantes exibiram cartazes que criticavam a União Européia e a ONUe gritaram palavras de ordem como "morte aos Estados Unidos", "mortea Israel" e "morte à Inglaterra ", segundo a agência oficialiraniana Isna. Os estudantes tentaram se aproximar da embaixada, localizada narua Ferdusi, no centro da capital. Nessa hora, foram registradosalguns confrontos entre os manifestantes e a Polícia iraniana,apesar de os jovens pedirem o apoio dos agentes. Alguns "basijis" exigiram que os 15 militares da Marinha do ReinoUnido detidos, acusados pelo Irã de terem entrado ilegalmente emsuas águas territoriais, sejam executados. Na sexta-feira, um grupo de estudantes que tinha assistido aosermão oficial dasmesquitas de Teerã tentou fazer uma manifestaçãodiante da Embaixada do Reino Unido, mas desistiu devido ao forteesquema policial em torno da sede diplomática.Texto ampliado às 11h51.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.