Estudantes da Bósnia protestam contra guerra no Iraque

Centenas de estudantes secundários da região central da Bósnia protestaram nesta quinta-feira contra a possível ação militar contra o Iraque, com a mensagem de que pertencem a uma geração cuja infância foi roubada pela guerra. Mais de 400 estudantes reuniram-se em frente a uma escola secundária no centro de Travnik, 70 quilômetros a noroeste de Sarajevo.Eles levavam faixas com os dizeres "Não há vencedores numa guerra, apenas perdedores" e "Nós, que sobrevivemos a uma guerra, fomos privados de nossa infância". Jasmin Mehic, um aluno de 18 anos, disse pertencer a uma geração que começou a ir à escola em meio à explosão das bombas."Nós todos temos um trauma hoje. Isso nos sufoca mesmo em nossos sonhos", disse. "Queremos apenas tentar evitar que outras crianças de outro lugar sejam submetidas à mesma desgraça, e talvez percam o pai."Elvira Sefer, de 16 anos, é uma das 40 alunas de sua escola que perderam o pai na guerra."Levarei essa dor pelo resto de minha vida. Você não sabe o que significa perceber que nunca mais poderá passear ao lado dele ou conversar com ele sobre seus problemas. Ninguém sabe como isso dói", declarou.Uma das alas da escola de Elvira foi usada durante anos para acomodar refugiados, enquanto ela e suas amigas assistiam às aulas em outra parte do prédio."O que há de bom nisso?", questiona. "Esse tipo de coisa não deveria acontecer nunca mais em nenhum lugar do mundo. É por isso que estamos elevando nossa voz contra a guerra."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.