Estudantes entram em conflito no Egito

Centenas de estudantes que apoiam o presidente deposto do Egito Mohammed Morsi entraram em confronto com forças de segurança em uma universidade principal do Cairo, dois dias antes de uma votação sobre um projeto de Constituição.

AE, Agência Estado

12 de janeiro de 2014 | 12h53

Os confrontos deste domingo aconteceram depois que o presidente interino do Egito, Adly Mansour, pediu que os eleitores vão às urnas na terça-feira e na quarta-feira. Mansour disse que o projeto de Constituição usou de maneira moderada o islamismo como base para a legislação. Ele também fez um pedido que os eleitores "liderem o navio da nação para as margens de segurança".

Mais de 52 milhões de eleitores do Egito vão decidir se apoiam as alterações à Constituição, inicialmente elaboradas sob o comando do presidente deposto Mohammed Morsi. O Exército derrubou Morsi em um golpe apoiado por grande parte da população em julho.

O governo interino tem suporte dos militares e vê o voto como um marco na legitimação da remoção de Morsi. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Egitopolíticaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.