Estudantes fazem manifestação em Burkina Faso

Milhares de estudantes de Burkina Faso tomaram as ruas da capital do país hoje queimando pneus e gritando palavras de ordem em apoio aos professores, que exigem melhores condições de trabalho. Estudantes também entraram no prédio do Ministério de Educação, destruíram computadores, quebraram janelas e queimaram documentos.

AE, Agência Estado

23 de maio de 2011 | 14h40

O porta-voz do Ministério, Boubacar Sy, disse que os estudantes deixaram tudo "de ponta-cabeça" no prédio. Bombeiros foram para o local depois que foi vista fumaça no prédio. Alguns manifestantes sequestraram ônibus e forçaram os motoristas a buscar mais estudantes. Os que estavam nas ruas assopravam apitos e gritavam "queremos os professores de volta às salas de aula". Alguns exigiam a saída do ministro da Educação, Albert Ouedraogo.

Na semana passada, os professores iniciaram uma greve pedindo melhores condições de vida. Na semana passada, os estudantes também protestaram na capital e em outros pontos do país pela mesma causa, temendo que a falta de professores levasse ao cancelamento de seus exames finais. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.