Estudantes formavam a tripulação do pesqueiro

Segundo a televisão japonesa, 13 estudantes e dois professores da empresa Uwajima Marine e da Escola Superior de Pesca do município de Ehime - o principal da ilha sulina de Shikoku - estavam a bordo do navio-escola. No momento da colisão, eles estavam pesquisando o comportamento de um cardume de atuns.A televisão japonesa identificou os desaparecidos apenas como dois engenheiros, dois professores da academia de pesca, quatro estudantes de indústria de pesca e um tripulante do barco.O submarino retornou a sua base em Pearl Harbor. "Aparentemente, ele não sofreu nenhum dano", disse o tenente Jensin Sommer, porta-voz da Marinha no Departamento da Defesa. "Não temos ainda nenhuma idéia de como isso possa ter acontecido", acrescentou ele, referindo-se às circunstâncias que levaram o submarino a emergir exatamente onde se encontrava o navio-escola japonês. "Vamos abrir uma detalhada investigação."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.