Estudantes gregos pressionam governo em novo protesto

Apesar da forte chuva, estudantes gregos de ensino médio se reuniram hoje para uma manifestação no centro de Atenas. Eles protestam contra a morte de um jovem pela polícia, no sábado. Segundo a polícia, algumas vias foram paralisadas pelos protestos. De acordo com autoridades locais, os manifestantes ocuparam rapidamente uma emissora de rádio privada e leram um manifesto. Um prédio municipal na cidade de Ioannina, no noroeste grego, também foi ocupado. Após a morte do adolescente, em circunstâncias não totalmente esclarecidas, houve várias manifestações todos os dias na Grécia. Além da marcha no centro de Atenas, os estudantes planejam manifestações diárias em Atenas na próxima semana. Ontem, os protestos se espalharam por várias cidades européias.Os manifestantes ampliaram suas demandas, exigindo que o conservador primeiro-ministro Costa Karamanlis deixe o poder. O partido de Karamanlis tem maioria de apenas uma cadeira no Legislativo. Porém, o premiê nega qualquer intenção de deixar o cargo e antecipar as eleições.Ontem, 20 delegacias foram atacadas e vários carros foram virados pelos manifestantes. Os principais confrontos ocorreram no meio da semana, agravados também pela dificuldade econômica de boa parte da população, em meio à crise internacional. Os manifestantes pedem ainda uma mudança no enfoque dos gastos públicos, a demissão do ministro do Interior e a libertação dos detidos durante os protestos. Perto de 100 pessoas foram presas e 70 ficaram feridas durante as manifestações desde sábado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.