Estudantes parisienses enfrentam a polícia

A manifestação convocada por organizações estudantis e sindicatos em Paris para protestar contra o novo contrato de trabalho para jovens nesta quinta-feira resultou em enfrentamentos entre os jovens e a polícia. Os incidentes aconteceram no lugar em que estava previsto o fim da manifestação, que reuniu cerca de 30 mil pessoas de acordo com a prefeitura - ou 120 mil, segundo os organizadores. Agentes anti-bloqueio haviam fechado uma rua quando um grupo de jovens, que segundo as autoridades não haviam participado da marcha, começou a atirar pedras e outros objetos. Os agentes responderam lançando gás lacrimogêneo contra os manifestantes. Até o momento a manifestação havia se desenvolvido de maneira pacífica. O ministro do Interior, Nicolas Sarkozy, assegurou que entre os manifestantes haviam sido identificadas "pessoas perigosas". Em outras cidades do país também aconteceram incidentes ao fim das manifestações no segundo dia de protestos contra o projeto "Primeiro Emprego". O programa, proposto pelo governo, torna mais fácil a demissão de jovens empregados há menos de dois anos.

Agencia Estado,

16 Março 2006 | 14h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.