Estudantes protestam contra Ahmadinejad

Jovens iranianos chamam o presidente do país de ?ditador? em manifestação na Universidade de Teerã

AP, EFE E REUTERS, O Estadao de S.Paulo

09 de outubro de 2007 | 00h00

Cerca de 100 estudantes iranianos aproveitaram que o presidente Mahmud Ahmadinejad fazia um discurso na Universidade de Teerã e realizaram ontem um protesto contra seu governo. Os manifestantes se concentraram em frente à sala onde Ahmadinejad estava fazendo a palestra. Eles queriam apresentar ao presidente suas reivindicações. No entanto, a polícia do campus impediu o acesso dos estudantes, que chamaram o líder iraniano de "ditador". Os policiais não reprimiram o protesto, mas outros grupos de estudantes, simpatizantes de Ahmadinejad, entraram em confronto com os manifestantes.O presidente falou durante cerimônia que marcou o início do ano letivo na Universidade e não mencionou os incidentes. No discurso, Ahmadinejad criticou o governo do presidente dos EUA, George W. Bush, e convidou as autoridades americanas a visitar a Universidade de Teerã."Convido Bush, o reitor da Universidade Columbia e os reitores de outras universidades americanas a discursarem na Universidade de Teerã e aprenderem como se recebe um convidado", afirmou Ahmadinejad, referindo-se às críticas que sofreu durante uma conferência na Universidade Columbia, em Nova York, no mês passado. Na ocasião, Ahmadinejad teve de engolir os comentários do reitor Lee Bollinger, que afirmou que o presidente iraniano se comportava como um "ditador cruel e mesquinho".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.