Kyoto Animation
Kyoto Animation

Estúdio de animação incendiado em Kyoto é reverenciado por fãs de anime

A Kyoto Animation é considerada uma referência no mundo dos animes, especialmente por suas histórias que retratam o 'realismo mundano' em cenários altamente detalhados; conheça alguns de seus principais trabalho

Julia Jacobs / The New York Times, O Estado de S.Paulo

18 de julho de 2019 | 18h38

O estúdio de animação japonês incendiado nesta quinta-feira, 18, em Kyoto, é uma referência no mundo dos animes, conhecido por suas "histórias que mostram o realismo mundano" e pelos cenários detalhados que estimulam os fãs a visitar os locais mostrados na tela.

A Kyoto Animation, conhecida pelos fãs como “KyoAni”, foi fundada por Yoko Hatta e seu marido, Hideaki Hatta, em 1981. A maior parte da produção do estúdio foi feita no prédio incendiado nesta quinta, que matou 33 pessoas e deixou dezenas de feridos

Stevie Suan, professor da Universidade Hosei, em Tóquio, que tem doutorado na Estudos sobre Mangá, disse que a Kyoto Animation é conhecida por trabalhos de alta qualidade, meticulosamente detalhados - alguns dos quais se tornaram hits entre os fãs de anime. Seja pelo cenário artístico ou pelo design preciso dos olhos e cabelos dos personagens, a Kyoto Animation é considerada um dos estúdios de maior destaque no cenário internacional.

Em uma indústria que muitas vezes depende de funcionários terceirizados e freelancers para executar seus projetos, a Kyoto Animation foi elogiada por contratar grande parte de sua equipe em tempo integral, disse Suan. Também é frequentemente citada como um exemplo de uma empresa que oferece aos seus funcionários um ambiente de trabalho confiável para desenvolver sua arte.

"É uma vergonha horrenda a quantidade de talento que foi perdida", disse o especialista. "Eram os melhores entre os melhores do setor."

Algumas das séries criadas pela Kyoto Animation podem ser vistas em Netflix, Hulu, Amazon Prime Video e Funimation, uma grande distribuidora de animes. Conheça quatro dos trabalhos mais populares do estúdio:

- A Melancolia de Haruhi Suzumiya (2006)

Um dos primeiros sucessos da Kyoto Animation foi a série chamada “A Melancolia de Haruhi Suzumiya”, um drama do ensino médio que se transforma em uma elaborada história de ficção científica. A série tem como base um romance japonês light, um gênero semelhante à ficção para adolescentes.

A série apresentava uma dança em seu tema de encerramento chamada “Hare Hare Yukai”, que rapidamente se tornou um meme da internet, inspirando paródias e performances em convenções de anime.

A Kyoto Animation tornou-se conhecida por suas narrativas e interações de personagens íntimas, disse Patrick Macias, editor-chefe da Otaku USA Magazine, um título bimestral sobre anime.

"São histórias realmente sobre as pessoas e as relações entre elas", disse Macias. "É a vida cotidiana através do filtro de anime."

- Estrela de sorte (2007)

A série “Estrela de sorte” acompanha um grupo de garotas que frequentam o ensino médio nos arredores de Tóquio, incluindo uma protagonista feminina que se distrai de seus estudos em razão dos animes e videogames. É um exemplo clássico do gênero "realismo mundano", disse Suan, centrada em cenários cotidianos, humor alegre e personagens adoráveis, em contraste com dramas de anime mais pesados e mais sombrios.

"Estrela de sorte" tornou-se um dos primeiros exemplos de uma série de anime que inspirou "peregrinações sagradas", uma tendência em que os fãs viajam para os marcos retratados na série, disse Suan. 

Um local popular é o Santuário Washinomiya, um marco xintoísta que foi reproduzido em "Estrela de sorte". Uma série mais recente da Kyoto Animation, chamada "Tamako Market", galvanizou as peregrinações de fãs a uma rua comercial em Kyoto, onde eles poderiam andar nos mesmos caminhos que seus personagens fictícios favoritos.

Certas cenas nos shows da Kyoto Animation são tão apreciadas pelos fãs que o estúdio publica livros com desenhos detalhados destes momentos, de acordo com seu site.

- Free! (2013)

Um dos fenômenos mais recente da Kyoto Animation é “Free!”, uma série que também originou filmes, um dos quais lançado este mês. A série inicial de anime, lançada em 2013, é centrada em um grupo de garotos que nadaram juntos no ensino fundamental e se reuniram em seus anos de ensino médio para formar um clube de natação. O enredo segue os altos e baixos das amizades e carreiras esportivas dos garotos.

Ian Condry, professor de Estudos Culturais Japoneses do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, disse em entrevista por telefone que “Free!” se destacou no mundo dos animes por causa de seu foco visual no corpo masculino e não no corpo feminino. 

Muitas vezes os estúdios de anime são criticados por seu foco em poses sensuais por personagens femininas que são filmadas com o "olhar masculino" em mente, disse Condry. "Free!", no entanto, provocou uma discussão sobre corpos masculinos como o foco das lentes.

- A Voz do Silêncio (2016)

O recente filme da Kyoto Animation, “A Voz do Silêncio”, mostrou que o estúdio era hábil não apenas em contar histórias alegres de “realismo mundano”, mas também em lidar com as pesadas emoções humanas, disse Suan. 

O filme centra-se em uma menina surda e um menino que praticou bully contra ela quando eram mais jovens. O menino, Shoya Ishida, agora no ensino médio, deseja fazer as pazes com a garota, Shoko Nishimiya, que foi sua vítima.

"A Voz do Silêncio" foi uma boa demonstração da gama narrativa de um estúdio amado por sua habilidade em animação, disse Suan. "Eles são mais conhecidos por suas animações, que são bastante intricadas e, geralmente, focadas em personagens femininos", disse ele. "Mas eles têm toda uma gama (de habilidades)."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.