Estudo prevê que corrupção da China vai atingir Hong Kong

As empresas internacionais consideram Hong Kong como o segundo lugar menos corrupto da Ásia para fazer negócios, em contraste com o sétimo lugar da China entre os países mais corruptos da região. Especialistas alertam que a região administrativa especial sofrerá corrupção no futuro."E isto se deve às relações internacionais, especialmente com a China", explica o relatório, que aponta além disso que os setores em pior situação são o imobiliário e o bancário.Segundo o estudo da empresa de consultoria Political and Economic Risk Consultancy, com sede em Hong Kong, publicado pela imprensa local, as boas pontuações da região administrativa especial são as melhores da última década.A lista de 13 economias é liderada por Cingapura, com uma pontuação de 1,2. O pior resultado é o das Filipinas, com 9,4. A China obteve média de 6,29 entre os 1.476 empresários consultados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.