Estudo questiona papel de corretoras

Em um novo estudo, a Investars.com, serviço de assinaturas que desenvolve um método de medição do valor das recomendações de corretoras, diz que seguir as orientações das maiores corretoras de Wall Street não foi muito rentável nos últimos quatro anos e pode ter sido bastante dispendiosa. Desde o início de 1997, apenas quatro das maiores empresas tiveram um retorno total positivo das classificações que publicaram sobre ações individuais, segundo a Investars. Os melhores resultados foram atingidos pelo Credit Suisse First Boston, o qual teve um ganho líquido de 7,6% em quase todos os quatro anos e meio, enquanto o pior, a Robertson Stephens, unidade do FleetBoston Financial, teve uma perda líquida global de mais de 36%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.