ETA confirma processo para início de desarmamento

O grupo separatista basco ETA confirmou o início de um processo de desarmamento, com o deslocamento de parte do arsenal para um local fora do alcance dos membros da organização. De acordo com o grupo, o processo eventualmente envolverá todo o armamento do ETA.

Agência Estado

01 de março de 2014 | 12h01

O grupo espanhol já teria permitido que observadores internacionais inspecionassem um pequeno esconderijo de armas. A Espanha rejeitou a ação, que considerou teatral. O ETA não comentou a atitude do governo espanhol e prometeu continuar a trabalhar com os observadores (que não foram especificados) até o final do processo.

O ETA procura criar um Estado basco independente no norte da Espanha e no sudoeste da França. O grupo separatista é responsável pela morte de cerca de 830 pessoas em atentados realizados entre 1968 e 2011, quando declarou um cessar-fogo.

Tudo o que sabemos sobre:
EspanhaETA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.