ETA diz estar disposto a negociar fim do conflito basco

O grupo armado separatista ETA (Pátria Basca e Liberdade) reiterou que está preparado para negociar com o governo o fim de três décadas de violência pela independência. "As portas do ETA estão abertas, como sempre, para uma solução negociada para o fim do conflito basco", anunciou o grupo por meio de um comunicado publicado no jornal radical basco Gara. O jornal normalmente publica mensagens do ETA.A declaração confirma ainda que o ETA manteve negociações secretas, na França, com Josep Carod Rovira, um líder da Esquerda Republicana, um pequeno partido espanhol. O partido busca a independência da Catalunha, no nordeste da Espanha.O ministro de Interior da Espanha, Angel Acebes, descartou a sugestão do ETA. Segundo ele, "a única declaração que interessa aos espanhóis será a feita no dia em que o grupo anunciar sua dissolução, entregar suas armas e abandonar suas atividades criminosas".Carod Rovira foi forçado a renunciar à sua posição de segundo homem no governo da Catalunha depois do surgimento dos rumores de que ele teria se encontrado com dois líderes do ETA. Ele foi duramente criticado pelo governo e por representantes de outros partidos políticos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.