EUA abrigam cidadãos sob investigação

A Embaixada dos EUA no Cairo abrigou ontem pelo menos dois americanos para protegê-los de uma eventual detenção. Os dois cidadãos são funcionários de ONGs que estão sendo investigadas por autoridades egípcias. As entidades são suspeitas de ter violado leis de arrecadação de verba estrangeira para grupos sem fins lucrativos. A decisão dos EUA é mais um golpe nas relações do país com o Egito, depois de Washington ter ameaçado suspender sua ajuda anual de US$ 1,3 bilhão para os militares egípcios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.