EUA acusam diplomata da Índia de fraude

O Ministério Público Federal dos Estados Unidos entrou com uma acusação nesta quinta-feira contra a vice-cônsul da Índia em Nova York, Devyani Khobragade. A diplomata é acusada de pagar um salário mínimo para uma empregada doméstica abaixo do estabelecido pela lei norte-americana.

AE, Agência Estado

10 de janeiro de 2014 | 05h32

Em uma carta à juíza distrital dos Estados Unidos, Shira Scheindlin, os promotores disseram quem um júri federal determinou que fosse feita uma acusação formal contra a diplomata indiana por apresentar visto falso e fazer declarações falsas.

Inicialmente, os promotores disseram ter prendido Khobragade enquanto ela tentava deixar os Estados Unidos nesta quinta-feira. Uma pessoa familiarizada com o assutno disse que a diplomara não embarcou no voo. O seu paradeiro ainda é desconhecido.

EM dezembro, Khobragade foi presa sob acusações de ter apresentado documentos falsos para obter um visto de trabalho para uma empregada doméstica em sua casa de Manhattan. Os promotores também disseram que a remuneração da funcionário não era de acordo com a lei. Khobragade negou todas as acusações.

A prisão da diplomata indiana causou um incidente diplomático entre os Estados Unidos e a Índia, obrigando o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, a lamentar a situação. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
euaíndiadiplomatafraude

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.