EUA acusam dois soldados pela morte de general iraquiano

O Exército dos Estados Unidos tem planos de indiciar dois soldados dos serviços de inteligência pela morte, por asfixia, de um general iraquiano durante um interrogatório no ano passado, informou o jornal The Denver Post. As acusações de homicídio por negligência e homicídio involuntário serão apresentadas contra Lewis Welshofer e Jeff Williams, publicou o jornal.Citando um documento do Pentágono obtido com exclusividade pelo diário, o Denver Post informa que Welshofer diz não ter feito nada errado. Ele é acusado de sentar-se no peito do general iraquiano Abed Hamed Mowhoush e cobrir a boca do interrogado, que estava sendo amarrado em um saco de dormir, diz o documento.Mowhoush, de 57 anos, morreu durante o interrogatório ocorrido em 26 de novembro de 2003 em Qaim, no Iraque. Seu atestado de óbito cita homicídio como causa da morte. O Exército revelou que Mowhoush morreu asfixiado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.