EUA acusam Rússia de enviar tanques para a Ucrânia

A administração Obama disse ter confirmado que rebeldes separatistas do leste da Ucrânia adquiriram tanques e lançadores de mísseis da Rússia em uma afirmação que pode reacender as tensões entre a Casa Branca e o Kremlin depois que o impasse amargo dos últimos meses parecia estar melhorando.

AE, Agência Estado

14 de junho de 2014 | 12h02

O Departamento de Estado disse que tinha provas da presença de tanques T-64 e lança-foguetes BM-21, de fabricação russa, no sudoeste da Ucrânia. Segundo o órgão, o equipamento pode ser visto em vários vídeos publicados na internet nas cidades ucranianas de Snizhne, Torez e Makiyivka.

"Avaliamos que os separatistas do leste da Ucrânia adquiriram armas pesadas e equipamento militar da Rússia, incluindo tanques e lançadores múltiplos de foguetes", disse a porta-voz do Departamento de Estado, Marie Harf, ontem.

"A Rússia vai dizer que estes tanques foram retirados de forças ucranianas, mas há unidades de tanques ucranianos que estão operando nesta área", acrescentou Harf. "Estamos confiantes de que esses tanques vieram da Rússia." Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
EUARússiaUcrânia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.