EUA advertem ´países que tentarem desestabilizar Iraque´

A Secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, afirmou que os EUA tomarão medidas contra qualquer país que tente desestabilizar o Iraque, segundo reportagem da BBC.A declaração veio poucas horas depois que tropas americanas invadiram o consulado do Irã na cidade de Irbil, no norte do Iraque.Condoleezza Rice rejeitou propostas de renovar diálogos diplomáticos com o Irã e a Síria sobre maneiras de estabilizar a situação no Iraque.De acordo com Rice, O Irã pede concessões dos Estados Unidos autorizando seu programa nuclear em troca de cooperação no Iraque. Quanto à Síria, a Secretária de Estado afirma que em troca de ajuda, o presidente Bashar Assad pediria que norte-americanos que não mais se opusessem às políticas sírias no Líbano.A secretária de Estado disse que está preparada para se encontrar com lideranças iranianas, "a qualquer hora, em qualquer lugar", se o país suspender seu programa de enriquecimento de urânio.Se um encontro como esse acontecer, Rice disse que ambos os lados podem discutir "cada faceta" de suas relações, estremecidas por causa do programa nuclear iraniano.Rice afirmou que até Teerã desistir de seu programa, a comunidade internacional deve continuar atenta. No mês passado, a Organização da Nações Unidas (ONU) impôs sanções financeiras ao Irã."Os Estados Unidos defenderão seus interesses e de seus amigos e aliados nessa região vital", disse em entrevista coletiva.Rice fez uma declaração perante o Comitê de Relações Internacionais quase 12 horas após o presidente George W. Bush apresentar suas novas políticas relacionadas ao Iraque, em discurso nos Estados Unidos.Bush anunciou na quarta-feira que pretende enviar cerca de 21,5 mil soldados ao Iraque para se somarem ao contingente de 132 mil tropas que já estão no país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.