EUA afirmam ter encontrado casas de tortura em Faluja

As forças dos EUA encontraram cerca de 20 casas na cidade iraquiana de Faluja onde, os militares acreditam, várias pessoas foram torturadas e onde reféns estrangeiros podem ter sido mantidos e assassinados. "Parece que encontramos várias casas onde pessoas foram torturadas", disse o major Jim West, do serviço de inteligência.Algumas dessas casas poderiam ser onde os americanos Jack Hensley, Eugene Armstrong e o britânico Kenneth Bigley foram decapitados depois de seqüestrados em Bagdá. O jordaniano ligado à Al-Qaeda Abu Musab al-Zarqawi assumiu a responsabilidade pelos assassinatos. "Assassinatos e torturas ocorreram aqui", garantiu West, mostrando as imagens de chão e paredes ensangüentados. Um jornalista de The New York Times que visitou algumas das casas disse que em uma delas havia uma jaula similar à que aparecia no vídeo onde Bigley pedia ao governo de Londres que retirasse as tropas britânicas do Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.